Medo de ir ao Dentista!? Quem tem?

 In Terapia Integrativa_Holística

Quem tem medo do lobo mau, lobo mau, lobo mau… ops, não é o lobo mau é o DENTISTA!!!???

Como sempre digo aos meus clientes, parece que eu sou minha maior “cobaia”. Eu passei por esse medo de dentista nos últimos meses. Fiquei um tempo maior do que era acostumada sem ir ao dentista, pois mudei de cidade e precisei trocar de profissional. Quando retornei percebi que não seria algo muito agradável. Sentar na cadeira já me gerava ansiedade, pensar em ficar com a boca aberta por muito tempo era desesperador.  Não, isso não era normal e precisava ser olhado com mais carinho.

Fiz algumas pesquisas e percebi que não estava sozinha nessa. O medo de ir ao dentista é um fenômeno conhecido há centenas de anos. O nome dado para este tipo de fobia é “odontofobia” e estudos indicam que 15 a 20% dos pacientes tem medo de ir ao dentista no Brasil.

Talvez Freud tenha uma boa justificativa para isso, de acordo com ele na primeira fase de desenvolvimento, a oral, a criança se comunica e sobrevive pela boca. Se analisarmos bem, qualquer ato que seja dentro da nossa boca pode ser interpretado como uma ameaça ao próprio equilíbrio.

Como percebi que isso pode ser mais normal do que imaginamos, resolvi compartilhar com vocês aqui no blog algumas dicas, que funcionaram muito bem comigo e que também indiquei para alguns clientes, obtendo um feedback positivo:

Saiba escolher o profissional: é muito importante encontrar um dentista que você se identifique, se sinta à vontade.

1

Saiba escolher o profissional: é muito importante encontrar um dentista que você se identifique, se sinta à vontade. No meu caso, precisei mudar de dentista, pedi referências para algumas pessoas, analisei o perfil e enfim encontrei a Dra Fernanda, que é excelente profissional e me atende de acordo com as minhas necessidades. Me explica sempre o que vai fazer, tem paciência, combinamos tudo antes do procedimento. Perfeito, profissional muito bem escolhida!

2

Fale abertamente quais são seus medos. Não sinta vergonha, como já disse, você não é o único que passa por isso e mesmo que fosse, é um direito e um sentimento seu, que devem ser respeitados. No meu caso, sentia fobia de ficar muito tempo com a boca aberta, expliquei para ela e estipulamos sinais e regras dentro do procedimento para que eu me sentisse confortável e segura.

3

Ajudinha Extra: se precisar procure. Eu como terapeuta dos florais de Bach, testei quais florais poderiam me equilibrar emocionalmente para enfrentar a cadeira do dentista e funcionou muito bem. Indico de um modo geral os florais de Bach: RESCUE E MIMULUS. Como sempre digo, uma consulta com um terapeuta floral pode ser mais especifica e apontar os florais mais indicados para cada caso, mas os dois citados anteriormente, respondem muito bem no geral. E caso você esteja entre os 10% da população que nem cogitam em marcar uma consulta com o dentista, vale, além dos florais procurar um psicólogo ou algum tipo de terapeuta, para que a “visitinha” seja mais leve e agradável.

Enfim, necessitamos ter dentes saudáveis e bonitos, é uma questão de higiene, saúde e estética! E não, o dentista não é o lobo mau, portanto, vamos visitá-lo regularmente sem ajudinha, ou, com ajudinha para quem precisa.

Um grande abraço e até a próxima!!! Sucesso e luz em seu caminho!!!

Fabiana Gomes
Terapeuta Holística.
Recent Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search